Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Cálculo Aposentadoria
   Convenções Coletivas
   Colônia, Clube e Rancho
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Dirigentes sindicais abrem o 17º Encontro da Saúde


O salão de eventos da Colônia de Férias Firmo de Souza Godinho, em Praia Grande, ficou lotada na noite de ontem, 11, para a abertura do 17º Encontro de Dirigentes Sindicais e Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Mais de 300 pessoas entre dirigentes e trabalhadores da saúde estiveram presentes nos debates acerca do tema sobre “Financiamento e gestão em saúde”.

Abrindo os trabalhos, o presidente da Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo, Edison Laércio de Oliveira, pediu um minuto de silêncio em homenagem ao sindicalista Pedro Alberto Tolentino, falecido em 2014. Após as condolências, o presidente iniciou a palestra lamentando a má gestão na área da saúde no Brasil. “Na teoria, o Brasil deveria ser um dos melhores países para se viver no mundo, mas isso não funciona na prática, pois o Brasil é um país muito mal gerido na política e isso reflete na saúde”, diz Edison.

O especialista em Gestão Estratégica em Saúde, Educação e Comunicações, Prof. Dr. Rubens Baptista Junior presente na abertura do Encontro falou sobre a crise na área da saúde. “A saúde é um direito do ser humano e o governo tem que buscar alternativas urgentes para cuidar da saúde da população e investir recursos para que os hospitais tenham condições de investir em profissionais de saúde, para que eles tenham condições de atender à demanda com mais qualidade”, diz, destacando que o setor precisa de mais recursos.

Na palestra, Rubens Baptista também falou da necessidade de se ter conhecimento. “Conhecimento vale mais do que matéria”, afirmou, citando casos em que o conhecimento tem mais valor do que bens industriais. Na saúde, segundo ele, o conhecimento está expresso em questões como a consulta, o atendimento e o cuidado, muito mais valiosos do que equipamentos e remédios.

A presidente do Sindicato da Saúde de Campinas, Leide Mengatti, divide a mesma opinião do especialista em gestão estratégica e afirma que o direito à saúde para o povo brasileiro depende de todos. “A população tem que se unir e defender o direito à saúde, que é constitucional; só com união e luta é que conseguiremos salvar a saúde”, diz.

Clique aqui e confira as fotos.

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br