Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Prefeitura de Jaú começa transição da rede básica de saúde

Fonte:  www.comerciodojahu.com.br

A quatro meses do fim do período de transição estabelecido em acordo entre Prefeitura e Santa Casa de Jaú, o poder público começou a reforçar a rede básica do Município. A partir de 1º de julho, o hospital fechará as portas do pronto-socorro para casos não referenciados e não ligados à urgência e à emergência. Do outro lado, o Município deixará de repassar R$ 640 mil/mês à filantrópica e terá de arcar exclusivamente com as consultas de baixa complexidade (leia texto).

Uma das primeiras medidas será a transferência da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Rua Rangel Pestana para outro lugar. O espaço será reformado e reequipado para receber um novo pronto-socorro municipal. A unidade que havia no prédio do antigo Hospital São Judas foi fechada em novembro de 2011.

O secretário de Saúde, Gilson Scatimburgo, comenta que a UBS deve ser remanejada em aproximadamente dez dias. A Prefeitura ainda não definiu para onde vai o posto, que antes funcionava na Rua Lourenço Prado, próximo ao Ambulatório Médico de Especialidades Edwin Montenegro (popularmente conhecido por SUS).

Outra iniciativa foi a convocação de médicos que passaram em concurso público aberto no ano passado. Inicialmente foram convocados clínicos gerais, pediatras, ginecologistas e obstetras – que ainda não estão trabalhando.

Por fim, o poder Executivo ampliou o horário de trabalho de outros profissionais da saúde que atuam, por exemplo, nas unidades do Jardim Itamaraty, da Vila Maria e do Distrito de Potunduva. “Nós ampliamos o atendimento mediante o pagamento de horas extras”, relata Scatimburgo. “Nós também já fizemos a solicitação para a abertura de processo seletivo para contratação de médicos plantonistas”, relata o titular da pasta.

Deficiências

Em Jaú, há 15 unidades de saúde, entre básicas e as correspondentes do Programa de Saúde da Família (PSF), sendo 11 na sede do Município, duas no Distrito de Potunduva e duas nos bairros rurais de Vila Ribeiro e Pouso Alegre de Baixo. 

Em tese, o sistema deverá estar readequado para dirimir os casos não-referenciados da Santa Casa. A quantidade de atendimento recepcionado no PS do hospital é significativo, a média é de 1,7 mil/mês, conforme dados do ano passado.

“As deficiências encontradas (na rede) eram muitas, mas nós estamos adequando e logo as pessoas vão perceber melhoras”, estima Scatimburgo. (João Guilherme D"Arcadia – Fonte: comércio do jahu)

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br